Cabeça de Vento

29 ago

Ficha Técnica

Autora: Meg Cabot
Título Original: Airhead
Série: Cabeça de Vento               Volume: 1
Gênero: Young Adult (Jovem Adulto) / Ficção Científica / Romance
Ano: 2010
Editora: Galera Record
Tradução: Natalie Gerhardt
ISBN: 978-85-01-08320-3

—–

Taglines

É a beleza que importa…Ninguém se importa com o interior.

Em Watts se foi. Nikki Howard chegou para ficar.

—–

Sinopse

Emerson Watts nem ao menos queria ir à inauguração da nova Stark Megastore no SoHo. Mas alguém precisava cuidar da irmã dela, Frida, cuja celebridade de quem era fã, o arrasador-de-corações britânico, Gabriel Luna, estaria cantando e distribuindo autógrafos no lugar – ao lado da novo “Rosto da Stark”, a supermodelo adolescente do momento, Nikki Howard.

Como Em poderia saber que um desastre mudaria a vida dela – e a vida de um modo geral como ela conhecia – para sempre? Após um acidente devastador, Em Watts, sempre a “moleca”, nunca a rainha do baile, não era mais ela mesma. Literalmente.

Agora, fazer com que seu melhor amigo, Christopher, perceba que ela é, na verdade, uma menina é o menor de seus problemas.

Mas, o que Em tem certeza que jamais será capaz de aceitar pode ser justamente o que ela precisava para fazer seu sonho se tornar realidade…

—–

Minha Opinião

É o tipo de história que eu penso que me agradaria mais entre meus 12-14 anos, mas que eu ainda gosto, embora não sinta mais a euforia que eu sentiria naquela época. Digo isso não porque o livro não seja bom, mas porque é aquele livro realmente voltado para o público infanto-juvenil e que é super leve, divertido e engraçado, mas que “falta alguma coisa” em relação aos livros que tenho lido ultimamente.

O fato é que, de um jeito ou de outro, é um livro da Meg Cabot e os livros dela são sempre muito bons. Esse não seria diferente. Então, fica aquela dica básica: se você gosta de Meg Cabot, não pode deixar de ler Cabeça de Vento (e os próximos da série, claro – até agora, tem mais dois).

Eu gosto mais de fantasia/épico do que de ficção científica, mas como não existem máquinas loucas devoradoras de gente nem nada disso nesse livro, dá até para fazer de conta que não é ficção científica, então, se você é do tipo que já pensa “ai, é ficção científica, não vou ler”, deixa o preconceito de lado um pouquinho e lê mesmo assim.

Cabeça de Vento, assim todo livro da Meg Cabot, tem sempre uma mensagem a passar para o leitor (o que eu acho muito interessante, considerando a faixa etária que predominantemente lê os livros dela). E, antes que a tagline lhe confunda e você ache que o livro se trata de uma apologia à futilidade, eu garanto que a mensagem que ele tenta passar é bem diferente: o exterior pode até importar (Quem nós estamos tentando enganar? Ainda mais considerando que “uma das protagonistas” – coloquemos assim para facilitar a compreensão – a Nikki, é uma supermodelo adolescente…), mas, no fim das contas, o interior prevalece.

Anúncios

Uma resposta to “Cabeça de Vento”

  1. Pri 29/08/2010 às 19:20 #

    Fazia tempo que eu não vinha aqui, hein?

    Li sua crítica com a impressão que eu gostaria do livro, sim. ADORO Meg Cabot! Ela escreve pra pré-adolescentes sim, mas e daí? Ainda tem uma menina magrela de 12 anos dentro de mim que adora ler esses livros. Quando eu completar minha coleção d’A Mediadora SUPER vou comprar esse livro =)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: