O Pequeno Nicolau

7 set

Ficha Técnica

Título Original: Le Petit Nicolas
Duração: 91 minutos
Classificação: Livre
País de origem: França
Diretor: Laurent Tirard
Roteirista: Laurent Tirard, Grégoire Vigneron, Alain Chabt
Gênero: Comédia / Infantil
Estúdio/Distribuidora: Imovision
Ano: 2009
Lançamento no Brasil: 02 de julho de 2010
Elenco: Maxime Godart, Valérie Lemercier, Kad Merad, Sandrine Kiberlain, François-Xavier Demaison, Michel Duchaussoy

—–

Sinopse

Nicolau leva uma vida pacífica, seus pais o amam e ele tem uma turma de amigos pestinhas para aprontar todas. Mas Nicolau ouve uma conversa entre seus pais, o que o faz acreditar que sua mãe está grávida. Ele entra em pânico e imagina o pior: um irmão caçula! Para escapar desse terrível destino, embarca em uma campanha para mostrar aos seus pais que é indispensável. Mas não dá muito certo. Desesperado, ele decide mudar de tática. Nicolau e seus amigos desastrados surgem com diversos planos, mas tudo muda de figura quando encontram um amigo que acabou de ganhar um irmão caçula e descreve todos os aspectos positivos de ser o mais velho. Transformado, ele corre para os pais feliz por ter um irmão. Mas uma última surpresa aguarda o pequeno Nicolau.

O filme é baseado na séries de livros escritos pelos franceses Goscinny e Sempé.

—–

Minha Opinião

Assisti esse filme no final do semestre passado, na aula de francês. Pelo que a professora falou, os livros “Le Petit Nicolas” são o equivalente francês das nossas revistinhas da Turma da Mônica. Não posso afirmar porque ainda não li Le Petit Nicolas, mas, pelo filme, posso dizer que é mais ou menos isso mesmo.

O filme é inocente (mas não é bobo, que fique bem claro) e engraçado; mostra aquela infância inocente que me parece em grande parte perdida. As crianças hoje em dia parecem já nascer sabendo de tudo, mas na época em que o filme se passa era diferente. O modo como um filho único, acostumado a ser o reizinho da casa, lida com a idéia de ter que dividir os pais com um bebê, oscilando entre desespero e felicidade, é muito bem apresentado no filme.

Uma coisa que as sinopses não dizem, mas que eu acho muito interessante é como a história começa: a professora de Nicolau manda a turma fazer uma redação dizendo o que cada um quer ser quando crescer. A turma inteira começa a escrever imediatamente, mas Nicolau não sabe o que escrever e a professora, ao perceber que ele ainda não havia escrito nada, diz que é “muito fácil decidir o que fazer quando crescer” e ele, em pensamento, responde prontamente que não tem nada de fácil nisso. E é a partir disso que toda a história se desenrola.

Ele é classificado como filme infantil, mas é, na verdade, um filme para a família inteira assistir (todos juntos e com pipoca e brigadeiro, de preferência).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: