Tag Archives: Literatura americana

Swoon – Amor Além do Tempo

6 set

Ficha Técnica

Autora: Nina Malkin
Título Original: Swoon
Gênero: Young Adult (Jovem Adulto) / Fantasia / Romance
Ano: 2010
Editora: Galera Record
Tradução: Regiane Winarski
ISBN: 978-85-01-08903-8

—–

Tagline

O que fazer quando o garoto dos seus sonhos é mau demais para ser verdade?

—–

Quote

“Amor à primeira vista deve ser glorioso. Mas não tenho como saber. Primeiro, não houve vista. Um cheiro, sim: o cheiro característico, meio salgado, de cavalos. Houve muitas outras sensações também. Mas logo chegarei a isso. O que quero deixar claro é que assim que pus os olhos em Sinclair Youngblood Powers (em carne e osso), eu já estava apaixonada por ele. Nada poderia mudar isso. Nem mesmo o fato de que ele estava morto”. – Dice Moskow.

—–

Sinopse

A cidadezinha de Swoon, em Connecticut, não é nem um pouco parecida com a agitada metrópole de Nova York, onde Candice nasceu. Presa em uma antiga casa de fazenda junto à família de seus tios, ela deveria se concentrar em estudar e se recuperar de um grande trauma.

Mas se Candice achava que nada acontecia em Swoon, estava muito enganada. No equinócio de outono, sua prima Penelope – um perfeito exemplo da bondade, inocência e perfeição da Nova Inglaterra – sofre um grave acidente e começa a agir de forma muito estranha: suas unhas à francesinha passam a ser pintadas de vermelho-sangue e ela desenvolve uma curiosa aversão a calcinhas…

Candice sabe que algo está controlando de sua prima e definitivamente não é nada de bom. Dentro do corpo louro e perfeito de Penelope, há outra pessoa… um espírito antigo e muito sedutor: Sinclair Youngblood Powers. Mais de duzentos anos atrás, Sin foi culpado pelo assassinato de sua esposa e executado injustamente pelos poderosos da cidade. Agora, seu objetivo é um só: vingança.

O problema é que as atitudes de Sin não afetam somente Penelope e Candice; a cidade toda parece estar dando vazão aos seus instintos: violência, adultério, sensualidade à flor da pele… Os habitantes de Swoon, antes tão controlados, estão enlouquecendo. Decidida a exorcizar o demônio, Candice acidentalmente o transforma em um rapaz de carne e osso. Seu adversário agora está ainda mais poderoso e irresistível, mas é preciso destruí-lo antes que a cidade inteira sucumba aos poderes de Sin. Pena que ela está cada vez mais apaixonada por ele.

—–

Minha Opinião

Para mim, o livro é uma mistura da série “A Mediadora” (Meg Cabot) com “Sussurro” (Becca Fitzpatrick). E digo isso no melhor dos sentidos e na melhor das intenções.

Gosto quando as mocinhas, por mais apaixonadas que estejam, continuam racionais. E gosto também quando o mocinho e o vilão são a mesma pessoa. Acho que esse é um jeito de mostrar que o príncipe encantado com o qual os contos de fadas nos fazem sonhar desde criança não existe, mas que é possível encontrar alguém com vários difeitos e qualidades e se apaixonar pelo “balanço total” disso tudo.

Geralmente, eu me irrito com as melhores-amigas-da-protagonista nesse tipo de livro, mas a Ruby (melhor amiga da Dice) é bem legal. Irritante mesmo é a Pen (prima dela). Em alguns momentos, você usa aquele velho argumento das “más companhias”, mas depois você percebe que a menina é chata mesmo.

Uma coisa que eu achei interessante no livro foi a crítica sutil que a autora faz à questão da aceitação/rejeição social do “diferente”. Dos pais da Dice, por mais compreensivos que sejam, à população de Swoon como um todo. Aquela vergonha que algumas famílias têm dos parentes com algum tipo de problema (seja físico ou mental) ao olhar repressor lançado pela população “padrão” àqueles que se comportam/se vestem de maneira diferente.

A narrativa é boa (embora eu confesse que, em algum momentos, acho a linguagem meio estranha – mas é sempre possível que, nesses casos, a culpa seja da tradução) e é um livro fácil e rápido de ler. Muito bom para aquelas épocas do ano em que você normalmente só tem tempo para estudo e/ou trabalho ou nem mesmo para isso.

—–

Editora | Primeiro Capítulo | Autora | Wallpapers

Anúncios

Sussurro

23 jul

Ficha Técnica
Autor:
Becca Fitzpatrick
Título original: Hush, Hush
Série: Hush, Hush
Volume: 1
Gênero: Ficção / Romance / Fantasia
Lançamento: 01 de junho de 2010
Editora: Intrínseca
Tradução: Livia de Almeida
ISBN: 978-85-98078-78-6

—–—

Tagline
Um juramento sagrado. Um anjo caído. Um amor que não deveria existir.

—–

Epígrafe
…Deus não perdoou aos anjos que pecaram
mas os lançou ao inferno
e os entregou às cadeias da escuridão,
ficando reservados para o Juízo…
– 2 Pedro 2:4

—–—

Resumo
Nora Grey é uma menina responsável que sempre faz a coisa certa. Ela tem uma mentalidade adulta e um jeito independente criados por praticamente ter se criado sozinha durante toda sua vida. Ela é muito estudiosa e tem um plano firme e claro para seu futuro – mas sua vida inteira é posta de cabeça para baixo pela chegada do novato atraente e sombriamente carismático de sua escola, um jovem misterioso chamado Patch. Além dele, Nora conhece dois outros jovens igualmente misteriosos, Elliot e Jules.

Nora acha Patch intolerável e perturbador, já que em alguns momentos ele a atrai e em outros a repele com seu comportamento. Patch parece saber mais sobre Nora do que seus melhores amigos e, após uma série de eventos inexplicáveis que colocaram sua vida em risco, Nora fica obcecada por descobrir quem é Patch e porque ele está tão determinado a fazer parte da vida dela. A sua busca por respostas a coloca em várias situações perigosas, chegando, finalmente, à revelação atordoante de que Patch, na verdade, é um anjo que foi expulso do Céu e que estava destinado a matá-la: explicando porque ele estava em sua escola, para começo de história.

Patch havia encontrado uma maneira de se tornar humano no Livro de Enoque. Matando Nora, ele mataria seu vassalo nefilim, Chauncey Langeais e se tornaria humano. Dabria, a ex-namorada (e também um anjo) de Patch, quer que ele salve a vida de Nora para que se torne um anjo da guarda e os dois possam ficar juntos novamente. Patch insiste em se tornar humano, seguindo seu plano original que acaba fugindo de seu controle quando ele, acidentalmente, se apaixona por Nora.

Numa sequência de eventos, descobre-se que Jules é, na verdade, Chauncey, que quer se vingar de Patch por obrigá-lo a fazer um juramento de lealdade que daria a Patch o direito de possuir seu corpo durante o mês hebreu do Cheshvan. Nora o mata sacrificando-se enquanto os dois lutam na escola dela. Patch, que havia se apaixonado por Nora, decide salvá-la ao invés de aceitar o sacrifício dela para que ele se tornasse humano. Ao salvá-la, ele se torna seu anjo da guarda. Agora, envolvidos em um amor impossível, Nora e seu anjo da guarda enfrentarão novos inimigos e desafios, incluindo um vingativa Dabria caída após ter suas asas arrancadas por Patch.

—–—–

Minha Opinião
O vídeo promocional de uma outra série de livros (da qual não vou falar agora para não fugir do assunto) diz que “anjos são os novos vampiros” e, considerando que adicionei três séries sobre anjos à minha lista de “livros a serem lidos” nas últimas três semanas, eu sou obrigada a concordar. Toda essa mitologia de anjos ainda é estranha para mim e, honestamente, não sei o que livros mais antigos dizem a respeito, mas aos poucos vou descobrindo e entendo melhor.

Falando do livro propriamente dito… Eu comecei gostando pela capa que é bonita e tem até uma textura um pouco diferente. Tudo bem que não se deve julgar um livro pela capa (ótimos livros podem ter péssimas capas e livros horríveis podem ter capas lindas), mas, quando se não conhece nada do livro, nada como uma capa legal para chamar tua atenção.

O livro não trata de assuntos polêmicos nem traz qualquer mensagem que faça você parar para pensar na sua vida. É um romance envolvendo humanos e criaturas sobrenaturais como tantos livros que existiram e continuarão a existir, o que não diminui sua qualidade. Sussuro é muito bom e agradável de ler. Li rápido, sem querer parar, querendo saber logo o final (o que vejo como uma coisa boa num livro).

Um mocinho que também é bandido e uma mocinha que não é tão boba são sempre bem vindos. Uma melhor-amiga-da-protagonista meio chata dessas que você tem vontade de matar e fica se perguntando como as duas acabaram sendo amigas também pode ser legal; esse tipo de personagem tem o potencial para causar grandes mudanças ao longo da história – vejamos o que acontece. Bom, de modo geral, eu recomendo. Não é necessariamente um “must-read”, mas é o tipo do livro que é sempre bom ler de vez em quando.

Salvo engano, é o primeiro livro da Becca Fitzpatrick, então a tendência é melhorar e eu acho realmente que pode (e vai!) melhorar. Esse livro é mais “apresentação” do enredo e da mitologia. Pelo prólogo e pelo primeiro capítulo do segundo livro, já dá para ver que as coisas vão ficando cada vez mais emocionantes. Mas, isso é assunto para outro post (quando o segundo livro for lançado).

—–

Trecho | Site Oficial

%d blogueiros gostam disto: